Equipe Asas do Vento

Equipe de voo

gerard ximangoGérard Moss
Engenheiro mecânico e empresário, Gérard tinha 2.500 horas de vôo de monomotor quando começou a volta ao mundo de Ximango. Durante o encontro aeronáutico em Oshkosh no ano 2000, ele descobriu que nenhum motoplanador havia dado a volta ao mundo e logo começou planejando fazer a circunavegação no Ximango brasileiro. Levantou o patrocínio para esse voo recorde, e planejou cuidadosamente cada etapa. Em 2001, voou sozinho todo o percurso ao redor da Terra, com a exceção dos trechos em território russo quando foi acompanhado por Yakov, exigência das autoridades russas, realizando assim a primeira volta ao mundo em um motoplanador. Para o maior parte do voo, piloto manualmente, pois o piloto automático não funcionava. Foi uma prova de resistência física.

YakovYakov Sabodin
Conhecemos Yakov em Oshkosh em 2000. Ele foi piloto da Aeroflot e morava em Khabarovsk na Sibéria. Em 2001, aviões privados estrangeiros somente podiam cruzar a Russia com um navegador russo a bordo e Yakov topou acompanhar Gérard em todos os trechos do voo em território russo. Brincalhão, ele adorou a sugestão de uma reunião de planejamento estratégica no Rio na semana de Carnaval. Deu ao Ximango o apelido Sokol, águia em russo. Infelizmente, poucos meses depois de se despedir de Gérard em Sakhalin, Yakov faleceu em Khabarovsk. Yakov foi uma benção a bordo na Rússia, e perdemos um grande amigo. Deixou saudades e ótimas lembranças.

Monte no ximangoMonte
Companheiro inseparável do Romeo, Monte já enfrentou todo tipo de aventura no ar por cinco continentes. Como ele não reclama nunca do frio, do calor, da fome ou da sede, não se abala com as turbulências, e por estar bem fisicamente e com o peso adequado, ele foi eleito entre milhares de candidatos a ser o palpiteiro dentro do Ximango. Ficou feliz com a perspectiva de se encontrar com parentes no Alasca e na Sibéria.

Equipe em Terra

margiMargi Moss
Margi nasceu e cresceu no Quênia, mudou-se para Rio de Janeiro em 1979 e agora mora em Brasília desde 2006. Licenciada em Letras, escreveu dois livros, “A volta por cima” e “Loucos por ti América”, sobre as aventuras aéreas vividas com Gérard pelo mundo. Graças a essas experiências de primeira mão, soube articular a obtenção das permissões de pouso necessárias para o Ximango mundo afora. Ficou com Lelo no “Mission Control” do projeto. Depois do projeto Asas do Vento, ela também escreveu o livro do voo incrível realizado por Gérard, baseado nos diários e depoimentos dele.

leloMarcelo Ramos – o Lelo
Formado em administração de empresas, Lelo realizou durante o ano de 1999 o projeto Brasil – Alasca – Brasil, viajando sozinho de Ford Ranger Pick-up, desde São Paulo até Ushuaia, na Terra do Fogo e logo até Prudhoe Bay no Alasca. Foram 77.000 km de pé na estrada, que deu origem ao livro Contornando as Américas. Mudou-se para a Cidade Maravilhosa para ajudar Margi cuidar da coordenação do Asas do Vento. Depois, voltou para São Paulo e partiu para a aventura gastronômica, chefiando as pizzarias Piola e outros destaques da noite paulistana.

Ana Frajtag Abreu
Ana Frajtag Abreu, assessora de Comunicação do projeto, sempre chegava de bom humor, cheia de boas idéias. Além de promover o projeto com a imprensa brasileira, era campeã em ajudar a resolver encrencas. Alexandre, marido da Ana, também adora uma aventura – seja de avião, de carro ou a pé – e estava sempre prestes a ajudar.

sergioSérgio Cardoso
Sérgio Cardoso era nosso Salvador da Pátria. Morava perto do nosso escritório na Urca, e cada vez que surgia algum problema técnico no nosso mundo cibernético (algo extremamente comum naquela época), Sérgio aparecia com uma vara mágica e colocava tudo para funcionar. Sem ele, teríamos voltado à Idade da Pedra. Na época, atualizar um diário de bordo a cada dia era um grande desafio!

rafikiRafiki
Viajante experiente, Rafiki participava de todas as reuniões. Já havia viajado 33.000 km de Land Rover com Gérard e Margi, desde excursões pelo Pantanal até as neves de Chacaltaya (5.400 metros) na Bolívia, o deserto de Atacama no Chile e mesmo Ushuaia, na Terra do Fogo. Também viajava numa boa dentro do monomotor Romeo. Deve ter gostado, porque hoje mora no céu.

Safari Air Empreendimentos Ltda © Todos os Direitos Reservados - (61) 3248-6427