cazaquistão de novo!

Passamos novamente pelo Cazaquistão – inclusive, desta vez pela maior cidade do país, Almaty – e estamos seguindo rumo ao nordeste, cruzando sempre mais estepes… e onde no final atravessaremos um pedacinho da Rússia para logo entrar na Mongólia (assim evitando a China). O lado oeste da  Mongólia é onde se encontram aquelas paisagens deslumbrantes, onde todos os adjetivos têm que ser usados no superlativo.

uzbequistão – deslumbrante

Esse país desértico da Ásia Central realmente é muito especial. Um lugar repleto de história, com culturas variadas dependendo da região e – apesar das cores areia-bege-amarelo proeminentes nas paisagens -, é um lugar onde as pessoas amam cores vibrantes e desenhos cheios de detalhes. Os nomes das cidades remetem para os livros de geografia e de história cheia de guerras homéricas – Khiva, Bukhara, Samarqand, a Rota da Seda Leia mais…

cazaquistão!!!

Cazaquistão. A estrada não é um tapete como na Hungria, longe disso, mas o ambiente é tão diferente que parece que chegamos num tapete voador! Tudo é diferente: a língua, os tipos físicos, as casas e os costumes. A presença de camelos vagando pelas estepes também reforça nosso avanço geográfico – e sempre em algum horizonte surge as linhas de transmissão (são milhaaaares cruzando os campos) e instalações petrolíferas… Como Leia mais…

estepes, estepes e mais estepes

O nome do blog vem das ‘steppes’, ou estepes, palavra de origem russa para descrever as vastas pradarias que cobrem uma extensa parte do antigo USSR. Já na Ucrânia, atravessamos estepes convertidas em campos de trigo e de milho. Mas ao avançarmos cada vez mais ao leste, o clima se torna mais seca, e as estepes são cada vez mais planas, usadas para pasto – gado, cabras, ovelhas e cavalos. Leia mais…

elista, única capital budista na europa

De Novorrosiysk, seriam dois dias na estrada para chegar à fronteira com Cazaquistão. A primeira noite, paramos na surpreendente cidade de Elista, capital de uma república chamada Kalmykiya, dentro da Federação Russa. Nesta cidade, com uma história bastante atribulada durante a ocupação soviética (o povo kalmyk foi ‘exportado’ para a Sibéria ‘sem justa causa’), há um enorme templo budista e um ambiente bem zen. É a única capital europeia budista Leia mais…

Safari Air Empreendimentos Ltda © Todos os Direitos Reservados - (61) 3248-6427